Fórum das Doze organiza dia estadual de luta com protesto em Salvador

04O Fórum das Doze, que congrega representantes docentes, de servidores técnicos e DCEs das Universidades Estaduais da Bahia (UEBA), se reuniu na última quinta-feira (13), na UESC. Na data, deliberou-se pela construção de um Dia Estadual de Lutas, com paralisação das atividades acadêmicas e protesto em Salvador, no dia 26 de Outubro. Na oportunidade, estudantes, docentes e servidores técnicos pretendem protocolar a pauta unificada entre as categorias e pressionar o governo a negociar. Os docentes da UESC devem avaliar a proposta em assembleia, na próxima quarta-feira, 19 de Outubro.

Na reunião do Fórum das Doze foi consenso, entre as categorias, a necessidade de fortalecer a luta unificada para barrar o desmonte das universidades. Faltam professores, estrutura física, material didático, a política de permanência estudantil é aquém das demandas e os direitos trabalhistas não estão sendo garantidos. As representações acadêmicas também estão preocupadas com o avanço da PEC 241 no Congresso Nacional e seus impactos para às universidades.

assembleiaNesse sentido, foi deliberada a realização de mobilizações nos Campi das UEBA, pela construção do Dia de Luta em Defesa das Universidades Estaduais da Bahia e dos Direitos Trabalhistas. Na UESC, os representantes dos docentes, dos servidores técnicos e dos estudantes se reunirão na segunda-feira (17), para preparar a mobilização interna. O Fórum das Doze, também, encaminhou pela adesão ao Dia Nacional de Luta dos Servidores Públicos, chamado pelas centrais sindicais para construção da Greve Geral. A assembleia da ADUSC será na próxima quarta-feira (19) e pautará a adesão aos dias nacional e estadual de lutas com paralisação das atividades acadêmicas. Confira a convocatória de assembleia.

No dia 25, a comunidade acadêmica deve se juntar a outras categorias de trabalhadores e ao movimento pelo Fora Temer, que realizarão um protesto em Itabuna. No dia 26, a mobilização será no Centro Administrativo da Bahia. Na oportunidade, representantes das categorias universitárias farão uma peregrinação na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), para exigir aos deputados estaduais a ampliação do orçamento das universidades. Em seguida, o movimento seguirá para SEC, onde pretende ser recebido pelo secretário de educação para apresentação formal e início da negociação sobre a pauta unificada.

Leia abaixo a pauta de reivindicações do Fórum das Doze:

  • Combate ao PLC 54/16 (antigo PLP 257/16), a PEC 241 e as reformas da previdência e trabalhista;
  • Barrar os ataques à Educação, como os PL’s da Escola com mordaça e a MP 746/16;
  • 7% da RLI para o orçamento das universidades com o objetivo de garantir direitos, melhores condições de trabalho e estudo;
  • 1% da RLI para a permanência estudantil;
  • Garantia do reajuste linear;
  • Realização de concursos públicos para docentes e técnico-administrativos;
  • Combate à privatização e terceirização nas Universidades Estaduais da Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.